Crianças estão ganhando dinheiro vendendo malware no Discord


  • Casa

  • Notícia

  • Informática


  • roubo de identidade
    (Crédito da imagem: Futuro)

    Um grupo de menores foi visto construindo, anunciando e vendendo várias variedades de malware e ransomware no Discord, ganhando dinheiro no processo.


    Especialistas em segurança cibernética da Avast descobriram recentemente um servidor Discord no qual um grupo de hackers discutiu a construção, atualização e venda de famílias de malware como Lunar, Snatch e/ou Rift.


    Após uma inspeção mais detalhada da discussão, os pesquisadores concluíram que o grupo consistia principalmente de menores, pois continuavam mencionando seus pais e professores, além de lançar vários insultos relacionados à idade uns aos outros.


    Para se juntar ao grupo e se tornar essencialmente o usuário do malware como serviço, é preciso pagar uma taxa, que varia entre € 5 e € 25. A Avast diz que até 100 contas pagaram para acessar um desses grupos.

    Trapaça e engano

    O grupo em questão cria e troca vários tipos de malware, incluindo aqueles com recursos de roubo de senha , infostealers, aqueles capazes de minerar várias criptomoedas para os invasores e, em alguns casos, até executar ataques de ransomware.


    Quando se trata de distribuir o malware, o processo é mais ou menos o usual, com uma pequena reviravolta. Os bandidos criam um vídeo no YouTube, demonstrando um crack para um software comercial ou um jogo de computador popular, e incluem um link de download para o crack falso na descrição.


    To help build authenticity, other members of the Discord group then add comments to the video, thanking the author for their contribution and “confirming” that the file on the download link is actually legitimate.


    This, Avast claims, is a lot more sinister, compared to the usual practice of using bots to add comments, as it’s almost impossible to detect fraud when genuine accounts support a video.


    Spreading ransomware, infostealers, and other malware might be an illegal, malicious practice, but with this group, in many instances, it’s all perceived as pranking, Avast concluded.




    Sead é um experiente jornalista freelance baseado em Sarajevo, Bósnia e Herzegovina. Ele escreve sobre TI (nuvem, IoT, 5G, VPN) e segurança cibernética (ransomware, violações de dados, leis e regulamentos). Em sua carreira, de mais de uma década, ele escreveu para vários meios de comunicação, incluindo a Al Jazeera Balkans. Ele também realizou vários módulos sobre redação de conteúdo para a Represent Communications.



    Source: https://www.techradar.com/sg/news/kids-are-earning-pocket-money-spreading-malware-on-discord

    Deixe um comentário